Detidos devem fazer exames, exige Abel Chivukuvuku

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Angola.

Agência VOA

Líder da CASA-CE escreve ao procurador para que acusados de golpe de estado possam fazer as suas provas universitárias.

27 de julho de 2015

O líder da CASA-CE solicitou, em carta, ao Procurador Geral da Republica que autorize alguns dos jovens detidos pelo governo a efectuarem os exames nas suas universidades.

Abel Chivukuvuku pediu também ao PGR que ceda os cartões de crédito dos detidos, uma vez que alguns deles são responsáveis pelo pagamento de despesas das suas famílias.

Chivukuvuku que falava em exclusivo a VOA, no final de mais uma jornada denominada Sete Sete, no bairro Rocha Pinto, voltou a tecer severas criticas à governação de José Eduardo dos Santos.

"Mandei uma carta ao Procurador Geral da República a pedir que o jovem Sedrick seja autorizado a fazer os exames do quinto ano do curso de direito; Manuel Nito Alves a fazer exame do primeiro ano também de direito, para que não percam o ano, porque eles são acusados, mas não está nada provado”, disse o líder da CASA-CE.

Chivukuvuku pediu ao Procurador para que seja condescendente. "Caso contrario, eu vou pedir uma audiência para falar pessoalmente com o procurador, para além da carta que enviei".

No seu discurso no "Rocha Pinto", Chivukuvuku voltou a acusar José Eduardo dos Santos de ser o responsável pela crise que o país atravessa.

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati