Desempregado e trabalhador que ganha menos fumam mais na Grã-Bretanha

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

9 de março de 2017

O hábito de fumar na Grã-Bretanha é mais comum entre pessoas que procuram emprego e as que ganham menos de 10 mil libras por ano, mostrou relatório divulgado nessa quarta-feira (8) pelo Escritório Nacional de Estatísticas (ONS).

O estudo revelou também que o número total de fumantes na Grã-Bretanha caiu de mais de 20% em 2010, para um nível recorde de 12,5%. O índice de fumantes na Inglaterra é 16,9%, enquanto a Escócia tem a maior proporção, de 19,1%.

Os últimos números mostram ainda que 2,3 milhões de pessoas na Grã-Bretanha usam agora cigarros eletrônicos. Metade delas diz que usa como meio para parar de fumar. O relatório lembra que fumar é a principal causa de morte evitável na Grã-Bretanha, responsável por quase 80 mil mortes evitáveis em 2014.

A exposição ao fumo passivo também pode levar a uma série de doenças, muitas com morte, com crianças, especialmente vulneráveis aos efeitos do tabagismo passivo, de acordo com o relatório. Estudo feito pela Universidade de Oxford também revelou que o tabagismo custa anualmente bilhões de dólares ao serviço de saúde nacional britânico.

A Escócia, que abriga a maior proporção de fumantes, estabeleceu um ambicioso objetivo de reduzir o número de usuários de cigarros para 5% da população em 2034, como parte do projeto "Escócia Livre de tabaco.”

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati