Derrotar Boko Haram requer esforço internacional, diz chefe militar dos EUA

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

África • 27 de janeiro de 2015

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O comandante das forças militares norte-americanas na África, general David Rodriguez, considerou, nessa terça-feira (27), em Washington, que vai ser preciso “um grande esforço internacional” para lutar contra o grupo terrorista nigeriano Boko Haram. “Penso que vai ser preciso um grande esforço internacional e multinacional para mudar uma situação, que continua a evoluir para uma direção ruim”, afirmou o general Rodriguez, mencionando em particular o número crescente de pessoas deslocadas.

“O governo da Nigéria e os militares nigerianos vão ter de melhorar verdadeiramente suas capacidades para responder [ao Boko Haram] e vão precisar de ajuda”, acrescentou o chefe militar. “Espero que nos deixem ajudá-los cada vez mais.” Desde o fim de 2014, as relações entre norte-americanos e nigerianos se deterioraram. Em dezembro, a Nigéria interrompeu a formação pelos Estados Unidos de um batalhão para combater o Boko Haram.

A Embaixada da Nigéria nos Estados Unidos criticou recentemente a recusa dos norte-americanos em vender armas ao seu país. A resposta dos militares nigerianos à crise “não funcionou muito eficazmente” e em alguns casos “agravou” mesmo a situação, disse Rodriguez. Os Estados Unidos trabalham com a Nigéria para ajudar na construção de uma estratégia “completa, não apenas militar”, que inclua também “a economia, a educação, os cuidados médicos”, acrescentou.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit