Derramamento de óleo em navio encalhado na Fajã da Praia

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

16 de dezembro de 2005

Portugal

Um navio encalhou na costa Norte da Ilha do Faial, nos Açores. Um ainda pequeno derrame de fuel marítimo no local, continua confinado entre o navio e a Praia da Fajã, numa faixa de cerca de 300 metros. Encontra-se a ser recolhido e armazenado para ser enviado para Lisboa.

O Departamento de Oceanografia e Pescas (DOP) da Universidade dos Açores fez saber junto das identidades competentes do riscos ambientais de um derrame de fuel marítimo da zona, e que devido as fortes correntes na zona, poderá alcançar o Canal de São Jorge e o Canal do Faial. O Governo Regional dos Açores, na pessoa do seu Presidente, Dr. Carlos César, quer sejam tomados todos os procedimentos que afastem qualquer motivo de perigosidade, quer do ponto vista ambiental, das pessoas e da remoção posterior do navio.

O navio que navegava sob a bandeira das Bermudas, seguia de Montreal, do Canadá, para Valência, na Espanha.

Autorizado a fundear na Baía da Ribeira das Cabras, em busca de abrigo para fazer fazer reparações, terá aproximado excessivamente dos baixios da Fajã da Praia. O navio têm 180 metros de comprimento e transporta 800 contentores de 40 pés com carga não perigosa (só 3 contentores merecem um maior cuidado), mas tem a bordo cerca de 1 200 toneladas de fuel marítimo. As várias tentativas para desencalhar o navio têm sido dificultadas pelas dificultosas condições meteorológicas.

Os rebocadores da Capitania do Porto da Horta, "São Luís", e do Porto de Ponta Delgada, "São Miguel", pouco puderam fazer. Mesmo com a chegada do rebocador oceânico russo "Fortiy Frilov", com um elevado poder de tracção, auxiliado por um barco draga-areia, pouco puderam fazer devido ao risco de o "CP Valour" se partir pelo meio e devido ao retorno das areias.

A preocupação maior reside em fazer o mais breve possível a trasfega do combustível a bordo. Depois, terá de ser feita a transferência de alguns contentores de modo a aliviar o peso do navio, e assim, facilitar o seu desencalhe.

As operações de remoção do navio são coordenadas pela Marinha de Guerra, que presentemente tem no local 2 corvetas. O encalhe do navio "CP Valour" tem servido para chamar a atenção do Mundo para a Fajã da Praia, freguesia da Praia do Norte, e para necessidade de nos Açores existirem meios de adequados para pronta intervenção em caso de desastre marítimo.

Fontes