Dalai Lama pede ação climática urgente

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Dalai Lama (2012)

12 de novembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O líder espiritual tibetano, Sua Santidade o Dalai Lama, pediu na quarta-feira (11) uma ação imediata contra a mudança climática e apelou aos líderes mundiais por sua participação ativa na busca da estabilidade ambiental ao redor do globo.

O Prêmio Nobel da Paz de 85 anos alertou a comunidade global sobre a destruição ecológica que afeta a vida de bilhões de pessoas neste planeta, “o aquecimento global pode chegar a um nível que os rios secarão” e também “eventualmente o Tibete se tornará como o Afeganistão”. Ele também enfatizou a importância da ecologia do Tibete, que sustenta pelo menos um bilhão de pessoas que dependem da água do planalto tibetano.

Em uma entrevista para o Channel 4 News e para o The Guardian, o líder espiritual budista falou da cidade indiana de Dharamsala, onde está exilado há seis décadas, citou um exemplo de seu novo livro "Nosso Único Lar", sugeriu brincando que todos os líderes mundiais deveriam ser trancados em uma sala com dióxido de carbono até que percebam o que as mudanças climáticas realmente significam, e declarou que se Buda voltasse a este mundo, “Buda seria verde”.

Dalai Lama é considerado por seus seguidores como a manifestação terrena de um iluminado que escolheu o renascimento para ajudar a libertar todos os seres vivos do sofrimento por meio da compaixão. Ele citou ser a favor do plantio de árvores em grande escala para ajudar a combater as mudanças climáticas. Ele diz que sua maior contribuição pessoal para combater as mudanças climáticas é a educação e a promoção do conceito de compaixão.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit