Covid-19: estrelas do futebol britânico fazem campanha pela vacinação

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

15 de maio de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Uma série de jogadores de futebol - do passado e do presente - mostram hoje seu apoio ao programa de vacinação contra covid-19 do Reino Unido com o slogan "a melhor defesa" de 2021. Eles apareceram num filme (assista aqui) divulgado antes da final da Copa FA (FA Cup - Copa da Inglaterra).

As lendas do futebol Harry Redknapp, Chris Kamara, Eniola Aluko, Chris Hughton, Carlton Cole e Jules Breach aparecem no curta, escolhendo seus melhores defensores da temporada até agora - com o programa de vacinação contra covid saindo por cima - e incentivando o público a aceitar a vacina quando oferecida.

O filme segue o lançamento de uma nova campanha nacional no mês passado, exortando as pessoas com 50 anos ou menos a tomar as vacinas e se juntar aos milhões de pessoas que já receberam os imunizantes, já que "toda vacinação nos dá esperança".

O ex-gerente e jogador profissional Harry Redknapp disse: "Já tomei as minhas duas vacinas. Foi tão simples e não senti nada. Não houve nenhuma dor, mas muito a ganhar. O NHS fez um trabalho fantástico ao lançar a vacinação e é incrível que estejamos começando a ver os resultados. Eu encorajo todos a se vacinares quando forem chamados. A defesa de Maguire pode ser muito boa, mas a vacina é melhor".

O Secretário de Saúde e Assistência Social Matt Hancock disse: "Nosso programa de vacinação contra covid é uma prova da importância do NHS, da indústria e da ciência na vida do país, desempenhando um papel fundamental na produção das vacinas. Sou imensamente grato a Harry Redknapp, Chris Kamara, Eniola Aluko, Chris Hughton, Carlton Cole e Jules Breach por darem seu apoio para ajudar a imunizar o Reino Unido. Quando oferecido, é vital que as pessoas façam suas vacinas, pois elas realmente são nossa maior defesa contra a covid-19 e nos ajudarão a trazer ainda mais fãs de volta aos estádios".

Os jogadores se juntaram a outras celebridades que apoiaram o programa de vacinação, incluindo Sir Lenny Henry, os atores Chiwetel Ejiofor e Thandie Newton e a chef e apresentadora de TV Nadiya Hussain.

O sucesso do programa de vacinação abriu caminho para o retorno dos torcedores aos estádios. Após a bem-sucedida final da Carabao Cup, que contou com a presença de 8.000 torcedores em abril, os torcedores de futebol terão mais uma vez permissão para ir ao Estádio de Wembley para a final da Copa FA como parte de um estudo do governo sobre a volta dos eventos.

Com 20.000 torcedores sendo esperados, a final da Copa será o maior evento piloto até hoje, fazendo parte do plano do governo de fazer com que os grandes eventos voltem com segurança.

Para participar da final da Copa, os torcedores precisam apresentar um teste rápido negativo para covid na entrada do estádio, além de terem que apresentar um teste PCR feito pouco antes e fazer um teste de PCR 5 dias após o evento. Os resultados dos testes devem ser informados às autoridades do NHS, responsáveis pela pesquisa sobre os eventos.

Estudos da Public Health England (PHE) mostram que as vacinas já estão tendo um impacto significativo no Reino Unido, já tendo evitado a morte de cerca de 11 mil pessoas na Inglaterra e evitado 33.000 hospitalizações até o final de abril passado.

Uma nova análise de PHE mostra que os indivíduos que recebem uma dose da vacina Oxford-AstraZeneca têm risco de morte aproximadamente 80% menor em comparação com os indivíduos não vacinados. O relatório também mostra que a proteção contra mortes aumenta de aproximadamente 80% após uma dose para 97% após 2 doses.

O novo relatório do PHE fornece mais evidências de que a vacina é altamente eficaz na redução do risco de hospitalização, especialmente em idosos. Para maiores de 80 anos, estima-se que duas doses da vacina Pfizer-BioNTech reduzem o risco de hospitalização em 93%.

Fonte



Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit