Covid-19: Macau exigirá testes para quem quiser emigrar

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

5 de outubro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O Governo de Macau, através do Centro de Coordenação de Contingência do Novo Tipo de Coronavírus, anunciou que, a partir de amanhã, 06 de outubro, apenas poderão entrar na zona da partida dos postos de migração as pessoas que apresentarem um teste de ácido nucleico (NAT) negativo para covid-19 feito, no máximo, 24 horas antes da viagem.

Macau “tem mantido uma atitude de elevado sentido de responsabilidade para prevenir rigorosamente a exportação da pneumonia causada pelo novo tipo de coronavírus de Macau e simultaneamente evitar a propagação no território”, diz o comunicado no website do governo.

A medida foi imposta através do Despacho do Chefe do Executivo n.º 144/2021 e entre em vigor às 00h01min.

O país, que tem uma população de 660 mil habitantes, teve até aqui apenas 73 casos de covid-19, três deles identificados nas últimas 24 horas, o que levou o governo a tomar novas medidas extremas, como a terceiras rodada de testes em toda população do país.

Macau não registrou nenhuma morte por covid até agora, conforme dados do Worldometer.

Fontes


Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit