Covid-19: Fiocruz lança cartilha orientando população a ficar em casa na Páscoa

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

2 de abril de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

''Por Brasil de Fato

Feriados antecipados, lockdown, circulação restrita e comércios fechados. Todas essas medidas, entre outras, são extremamente necessárias para combater o avanço da pandemia de covid-19, que vem batendo recordes diários nas últimas semanas no Brasil. Durante a Páscoa, que é celebrada neste domingo (4), essas medidas devem ser reforçadas, uma vez que é comum, nesta data, a reunião de familiares e amigos.

Por isso, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) atualizou a sua cartilha “Cartilha Covid-19 – preservar a vida é a melhor maneira de celebrar a Páscoa” de recomendações para as festas de fim de ano com orientações para a população a ficar em casa durante a Semana Santa e no domingo de Páscoa.

“Com o aumento do contágio e mortes por covid-19 em todo o país, feriados como a Páscoa, quando famílias costumam se reunir, tendem a se tornar causas de agravamento da pandemia”, publicou a Fiocruz no lançamento da cartilha.

O documento, que está disponível no formato digital no site da Fundação, lembra que nenhuma outra medida, além do isolamento social, é capaz de impedir totalmente a transmissão do novo coronavírus.

Ainda assim, caso seja de extrema necessidade sair de casa, é importante seguir todas as orientações relativas ao uso de máscara, como usá-la sempre, guardá-la, quando necessário, em um saco, e ter sempre uma máscara de proteção extra para a realização da troca.

A cartilha também orienta a evitar aglomerações e manter a distância de pelo menos dois metros em relação a outra pessoa. É de extrema importância, se sair de casa, dar preferência para lugares abertos e bem ventilados, evitando o uso de ar condicionado.

Lavar as mãos com frequência, utilizar sempre que possível álcool em gel, não compartilhar objetos com outras pessoas, como talheres e copos, e utilizar máscara de proteção durante o preparo de alimentos são algumas das outras orientações que a Fiocruz traz.

Lembrando que as medidas recomendadas devem ser vistas como obrigatórias caso sair de casa seja uma necessidade. Mas o mais recomendado, sempre, é ficar em casa.

Covid-19 no Brasil

Ontem, 01 de abril, o Brasil novamente ultrapassou a marca de 3 mil óbitos registrados em 24 horas. De acordo com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), foram 3.769 mortes por covid-19 apenas no último período.

A quinta também marcou a primeira vez que o país registrou a média móvel com mais de 3 mil mortes diárias, calculado pela média dos últimos sete dias. Foram 3.117 mortes a cada dia. No país, já morreram 325.284 pessoas desde o início da pandemia.

Quanto ao números de novos casos, foram registrados 91.097 novos infectados, totalizando 12.839.844 de pessoas contaminadas pelo vírus.

Com esses números, o Brasil é o segundo país no mundo que mais sofre com a pandemia de covid-19. Isso sem contar com a subnotificação dos casos e óbitos. Seguindo os dados da Fiocruz, o Brasil teria aproximadamente 410 mil mortes se contabilizados os óbitos em excesso por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), quando comparados com anos anteriores.

Notícia Relacionada[editar]

Fonte[editar]



Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit