Coppe reúne especialistas para discutir efeitos da chuva em encostas

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

12 de janeiro de 2010

Para discutir os principais problemas e sugerir propostas de prevenção para as áreas de encosta e planície, a Coordenadoria dos Projetos de Pós- Graduação de Engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Coppe/UFRJ) promove hoje (12) reunião sobre os efeitos das chuvas nesses locais.

O encontro será coordenado pelo diretor da Coppe, Luiz Pinguelli Rosa, e terá a participação da secretária do Ambiente, Marilene Ramos, de especialistas da própria coordenadoria e de outras instituições.

A idéia da reunião surgiu na semana passada, quando o vice-governador e secretário de Obras do estado, Luiz Fernando Pezão, procurou Luiz Pinguelli Rosa para pedir o apoio da instituição na busca de soluções para os problemas de ocupação das encostas, principalmente nas áreas de risco.

Após o encontro, o governo do Rio apresentou aos prefeitos da Baixada Fluminense um levantamento feito pelo Laboratório de Hidrologia da Coppe, que prevê a remoção de famílias em pontos atingidos por enchentes.

Segundo a assessoria de imprensa da coordenadoria, o projeto propõe a construção de parques inundáveis, barragens e diques em áreas como Duque de Caxias, Belford Roxo, São João de Meriti, Nova Iguaçu e Mesquita.

Os professores da Coppe Willy Lacerda e Maurício Ehrlich, especialistas em geotecnia, sobrevoaram, sexta-feira passada (8), as regiões mais atingidas em Angra dos Reis e Ilha Grande para avaliar a situação e propor ações de curto, médio e longo prazo que farão parte da proposta a ser entregue ao governo estadual.


Fontes



Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati