Controladores de vôo pedem perdão

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

6 de abril de 2007

Brasília — Controladores de vôo militares do Brasil pedem perdão à sociedade brasileira, por meio da (Abcta) a Associação Brasileira dos Controladores de Tráfego Aéreo , pelas situação de caos ocorrida nos últimos dias em quase todos os aeroportos do país.[1][2][3]

Cópia da nota

Nota à sociedade. Passado o grande trauma da paralisação do dia 30 de março, os Controladores de Tráfego Aéreo militares buscam forças para recuperar, junto a sociedade brasileira, sua confiança, prestígio e respeito. Reafirmamos nossa confiança e respeito ao Governo Federal, ao Comando da Aeronáutica e principalmente nas bases do militarismo: hierarquia e disciplina. Que o dia 30 de março seja lembrado como um "grito de socorro dos Controladores de Tráfego Aéreo e não como uma simples rebelião de militares. Pedimos perdão à sociedade brasileira e paz para voltarmos a executar com maestria nosso trabalho. A Associação Brasileira de Controladores de Tráfego Aéreo não medirá esforços para reconstruir a imagem de seus representados assim como lutar pela dignidade! Paz nos céus! Feliz Páscoa! Sinceramente, Wellington Rodrigues Presidente da Abcta''

Veja também[editar]

Brasil enfrenta crise aérea

Fontes[editar]

Referências[editar]