Condenado por homicídio foge da Nova Zelândia para Brasil

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

11 de novembro de 2014

O prisioneiro foragido Phillip Smith, de 40 anos, condenado na Nova Zelândia por assassinato, fugiu para Brasil, chegando à cidade do Rio de Janeiro, segundo informou hoje (11) a embaixada neozelandesa em Brasília. De acordo com as autoridades diplomáticas, Smith primeiro viajou ao Chile e depois se deslocou para a capital fluminense.

A embaixada informou que a polícia da Nova Zelândia mantém contato com as autoridades brasileiras por meio da Interpol (a polícia internacional), com o objetivo de localizar o fugitivo.

Segundo a Polícia da Nova Zelândia, Smith fugiu para o Chile na quinta-feira (6) depois de ser autorizado a sair temporariamente da Prisão de Springhill. As autoridades neozelandesas perceberam que ele havia fugido quando o prisioneiro não retornou na manhã do domingo seguinte (8).

A Nova Zelândia já emitiu um mandado de prisão e alertas foram enviados para a Interpol. Nos documentos são informados todos os nomes utilizados por Smith. Policiais estão ouvindo pessoas que tiveram contato com o fugitivo depois que ele saiu da prisão e já analisou as imagens das câmeras de segurança do Aeroporto de Auckland, na Nova Zelândia.

Procurada pela Agência Brasil, a Polícia Federal, que representa a Interpol no Brasil, informou que não dará informações sobre o caso. O adido da polícia neozelandesa em Washington, nos Estados Unidos, já está a caminho do Rio de Janeiro.

De acordo com a TV pública da Nova Zelândia, Smith foi preso em 1996 por abusar sexualmente de um menino de 3 anos e por assassinar a facadas o pai do menino.

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati