Conceição Queiroz: "A África está sempre presente em mim"

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência VOA

A jornalista moçambicana radicada em Portugal e autora de três livros é a convidada de Artes & Entretenimento.

14 de novembro de 2014

Conceição Queiroz nasceu em Moçambique, mas vive há mais de 20 anos em Portugal. É jornalista desde 1994. Repórter renomada na TVI, trabalhou na Televisão de Cabo Verde e realizou várias reportagens em Angola, Reino Unido, Moçambique, Uganda, na África do Sul e num dos maiores campos de refugiados do mundo, no Quénia.

O seu trabalho foi distinguido por uma dezena de prémios, entre eles encontram-se os da Unesco, da Liga Portuguesa Contra o Cancro e da AMI (Jornalismo Contra a Indiferença).

Queiroz licenciou-se em Sociologia e frequentou uma segunda licenciatura em Política Social. É mestre em História Moderna e Contemporânea e doutoranda em Estudos Portugueses.

Em 2007 ela estreou-se na literatura com o livro "Serviço de Urgência", a partir de uma grande reportagem num hospital de Lisboa. Em 2008, também na sequência de outra reportagem, publicou "Os Meninos da Jamba" e agora lançou o seu primeiro romance "A Última História de Amor".

Na edição de hoje, 14, de Artes & Entretenimento da VOA, Conceição Queiroz falou sobre da sua estreia na literatura.

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati