Complexo eólico no Ceará recebe licença prévia de órgão ambiental

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

2 de setembro de 2018

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

A Brasil Ventos, subsidiária de Furnas Centrais Elétricas, recebeu licença da Superintendência do Meio Ambiente do Ceará para a construção de uma linha de transmissão, de 70 quilômetros (km) de extensão, que possibilitará o escoamento da energia gerada pelo complexo eólico que será instalado em Fortim, a 135 km de Fortaleza.

A linha Jandaia-Russas II passará por seis municípios: Fortim, Aracati, Itaiçaba, Jaguaruana, Palhano e Russas.

Investimentos até 2022

Furnas Centrais Elétricas pretende aumentar em mil megawatts (MW) a participação da energia eólica (proveniente dos ventos) em sua matriz energética e, para isso, vai investir R$ 5 bilhões até 2022.

As unidades eólicas vão funcionar como geração completar ao Sistema Furnas, que opera, além das 21 usinas hidrelétricas, duas termelétricas, três parques eólicos, e tem mais de 29 mil quilômetros (km) de linhas de transmissão.

“Com a redução das chuvas e consequentemente das afluências nós tivemos que buscar nova fonte e aí a que efetivamente apareceu foi a fonte eólica e o resultado tem sido excepcional, até porque a região é acometida por ventos excepcionais e razoavelmente constantes, o que proporciona para a geração eólica uma capacidade de geração que se situa entre as melhores do mundo”, disse recentemente à Agência Brasil, o diretor-geral do Operador Nacional do Sistema (ONS), Luiz Eduardo Barata.

Fonte

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com