Companhia aérea japonesa entra com pedido de concordata e cancela voo no Brasil

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

.

Boeing 747, da JAL, aterrisando em Londres (agosto de 2004)

Agência Brasil

19 de janeiro de 2010

Brasil - A Japan Airlines (JAL), maior companhia aérea japonesa, comunicou hoje (19) à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) que entrou com pedido de concordata e que, diante disso, cancelou uma de suas frequências (conjunto pouso-decolagem) no Brasil. Segundo agências internacionais, as dívidas da companhia já ultrapassavam US$ 25,4 bilhões.

A companhia comunicou, por meio de nota à imprensa, que continuará efetuando seus voos em decorrência do apoio financeiro do Enterprise Turnaround Initiative Corp of Japan (Etic), fundo de recursos do governo japonês voltado a resgatar empresas.

A concorda não significa que uma empresa abriu falência e, sim, que ela reduzirá parte de suas atividades normais e tentará, por meio de novas atividades, reconstituir-se financeiramente para evitar a falência.

Atualmente, a Japan Airlines voa a partir de São Paulo, com escala em Nova York e destino final em Tóquio, com saídas às segundas, quintas e sextas-feiras e chegadas às quartas, quintas e domingos. Segundo a Anac, a empresa pediu o cancelamento da frequência que tem chegada às quarta-feiras e saídas às quintas-feiras.

Segundo a Anac, a companhia japonesa terá que prestar atendimento a passageiros com bilhetes comprados para a frequência que será cancelada. Provavelmente, de acordo com a Anac, os passageiros serão transferidos para outra frequência.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati