Começa em Pretória julgamento do caso do taxista moçambicano

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência VOA

Emídio Macie morreu em Fevereiro de 2013 numa cela da polícia sul-africana em Davayton, perto de Joanesburgo.

27 de julho de 2015

Depois de vários adiamentos e mudanças de tribunal e de juízes, começou nesta segunda-feira, 27, em Pretória, capital legislativa de África do Sul, o julgamento do caso jovem taxista moçambicano, Emídio Macie, morto numa cela da policia sul-africana há dois anos.

Segundo o advogado José Nascimento, contratado pelo Governo moçambicano, o julgamento poderá durar uma semana.

Trinta testemunhas foram arroladas.

Emídio Macie morreu em Fevereiro de 2013 numa cela da polícia sul-africana em Davayton, perto da cidade de Joanesburgo.

O jovem taxista foi espancado, amarrado e arrastado no asfalto por um carro da polícia, por alegadamente ter violado o código de estrada, estacionando o seu mini-autocarro num lugar considerado impróprio.

O incidente foi filmado por uma testemunha ocular por telemóvel e as imagens correram o mundo.

Oito dos nove agentes da polícia envolvidos foram afastados da corporação, mas vão responder em liberdade sob caução.

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati