Com epidemia em recuo, Serra Leoa suspende restrições para conter ebola

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

23 de janeiro de 2015

África

O presidente de Serra Leoa, Ernest Bai Koroma, anunciou a suspensão das medidas de restrição estabelecidas para conter a propagação do ebola, devido a sinais de recuo da epidemia no país. “As restrições ao movimento das populações serão reduzidas para apoiar a atividade econômica". Segundo ele, as medidas valem para as províncias e outras localidades. O anúncio foi feito em discurso à nação transmitido pela televisão na quinta-feira (22) à noite.

As medidas entram em vigor hoje (23). Serra Leoa, com 6 milhões de habitantes, colocou em quarentena seis das suas 14 províncias, ou seja, perto de metade da população, depois do estabelecimento do estado de emergência, no final de julho, para lutar contra a epidemia de ebola que causou mais de 3,1 mil mortes e infectou ao menos 10 mil pessoas.

“Entramos agora numa fase de transição. Tendo em conta os progressos realizados contra a doença, devemos agir para permitir o restabelecimento econômico e social”, explicou Koroma. Ele disse que o abrandamento das restrições ao comércio na Região Oeste inclui a capital, Freetown.

Lembrando “o objetivo de zero casos até 31 de março”, o chefe de Estado disse que o governo prepara, agora, o recomeço das aulas “para a terceira e a quarta semana de março”. “O combate não terminou”, alertou o presidente. Ele apelou à população para que a vigilância seja mantida bem como as medidas de higiene e de prevenção, em particular não tocar nos doentes e nos mortos.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati