Ciclone mata seis em Moçambique e segue para Sofala

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Região de Zambézia, uma das áreas atingidas pelo "Jokwe".

10 de março de 2008

Os distritos de Dondo, Chemba, Marromeu e Chinde, na província de Sofala, centro de Moçambique, estão sob alerta vermelho por causa da aproximação do ciclone "Jokwe", que já matou seis pessoas nas províncias de Zambézia e Nampula.

Em entrevista coletiva, o diretor do Instituto Nacional de Gestão de Calamidades (INGC) de Moçambique, João Ribeiro, adiantou que, nesta manhã, o "Jokwe" seguia para sul, em direção a Sofala, e deve atingir a localidade nas próximas 24 horas.

Ribeiro afirmou que estão ativos todos os meios de prevenção para enfrentar o ciclone, dentro do plano de contingência em curso por causa das cheias que têm assolado o país lusófono desde dezembro do ano passado.

O número de pessoas mortas por causa do ciclone subiu de quatro para seis - quatro no distrito de Mongicuala e duas no distrito de Angoche, na província de Nampula, norte de Moçambique. O número de feridos também subiu para seis, de acordo com o último balanço feito pelas autoridades sobre a passagem do "Jokwe".

No total, 9116 casas foram totalmente destruídas e 996 ficaram parcialmente danificadas nas províncias de Nampula e Zambézia, segundo o diretor do INGC.


Fontes