Ciclone Amphan deixa mais de 80 mortos na Índia e em Bangladesh

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

21 de maio de 2020

Uma imagem da intensidade do Amphan

O Ciclone Amphan deixou ao menos 72 pessoas mortas na Índia e 12, em Bangladesh, após atingir a costa dos dois países no final do dia 20, ontem, onde causou inundações e devastou casas e colheitas, além de provocar a queda de árvores e postes que provocaram a morte de dezenas de pessoas e estragos na rede elétrica.

Na Índia ele atingiu principalmente Bengala Ocidental, com ventos de 165 km/h e chuvas torrenciais. Só na cidade de Calcutá, por exemplo, a tempestade afetou diretamente cerca de 15 milhões de indianos.

Já em Bangladesh, onde a imprensa do país chamou o ciclone de "mortal" e onde ele chegou por volta das 17 horas do dia 20 com ventos de 180 a 200km/h, cerca de 22 milhões de pessoas ficaram sem energia elétrica e autoridades estimam que habitantes dos distritos de Kushtia, Satkhira, Jashore e Patuakhali possam ficar vários dias sem luz devido aos danos causados na rede elétrica. As autoridades do país dizem também que o Amphan afetou um total de 26 distritos e causou prejuízos no valor de 11 bilhões de takas, o equivalente a cerca de 740 milhões de reais.


Qual a diferença entre ciclones, furacões e tufões?

"Eles são tudo a mesma coisa: tempestades tropicais", esclarece a BBC, que explica que eles são conhecidos por nomes diferentes dependendo da região onde acontecem. As tempestades tropicais que ocorrerem no Oceano Atlântico Norte e no Pacífico Nordeste são chamadas furacões; no Oceano Pacífico Noroeste elas são conhecidas como tufões e no Pacífico Sul e Oceano Índico, como ciclones.

Notícia Relacionada

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com