Chuvas provocaram a morte de 159 pessoas no Rio de Janeiro

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

8 de abril de 2010

Brasil


Rua alagada no Rio de Janeiro.

O número de mortos em consequência das chuvas que atingem o estado do Rio de Janeiro, Brasil, desde o final da tarde de segunda-feira (5) já somam 159 vítimas, embora os números oficiais continuem contabilizando 154 mortos. As autoridades ainda não incluíram na relação oficial três mortos resgatados dos escombros do Morro do Bumba, em Niterói, e mais dois encontrados no Morro dos Prazeres, em Santa Teresa, no Rio. Nesses dois morros, as buscas dos bombeiros ainda são intensas.

Um oficial do Corpo de Bombeiros admitiu as 159 mortes, mas ressalvou que precisa “de autorização superior” para incluir mais cinco mortos na lista oficial. “Não se trata de manipulação, não”, disse o oficial à Agência Brasil, por telefone. Segundo o Corpo de Bombeiros, a tragédia provocada pelas chuvas deixou no estado um total de 160 feridos e mais de 15 mil desabrigados.

O Morro do Bumba abrigou, de 1970 a 1986, o segundo lixão de Niterói. A cor preta do solo que deslizou do morro é resultado da decomposição do lixo. No momento em que houve o deslizamento, alguns moradores contaram que ouviram pequenas explosões, provavelmente de gás metano.

Hoje (8), técnicos da Secretaria Estadual do Ambiente (SEA) e do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) estão auxiliando nos trabalhos de resgate dos corpos, que é feito por cerca de 80 bombeiros. Parentes e vizinhos também participam das buscas aos sobreviventes, que envolve ainda policiais militares, técnicos da Defesa Civil do município e do estado e integrantes da Força Nacional.

Veja também

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati