China considera usar vacinas estrangeira para melhorar a eficácia das suas

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

22 de julho de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

A China está considerando o uso de uma vacina estrangeira como dose de reforço para pessoas que foram totalmente inoculadas com vacinas chinesas, como Sinovac e Sinopharm.

De acordo com a Caixin, uma respeitada revista financeira chinesa, os reguladores de medicamentos da China concluíram uma análise do painel de especialistas da vacina de reforço desenvolvida em conjunto pela Shanghai Fosun Pharmaceutical (Fosun Pharma) da China e a empresa alemã BioNTech. O booster shot, Fosun-BioNTech COVID-19, está agora em fase de revisão administrativa.

O relatório veio dias depois que a Tailândia e a Indonésia anunciaram que trocariam as doses feitas na China por vacinas ocidentais.

Para Pequim, que vem promovendo a eficácia de suas vacinas há meses e doando e vendendo doses para países de baixa e média renda ansiosos por proteção em um esforço muitas vezes referido como "diplomacia de vacinas", a possibilidade de utilizar como reforço uma vacina estrangeira pode não ser visto como "bons olhos".

Fonte

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit