China concede primeira patente de vacina contra Covid-19 para CanSino, diz mídia estatal

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Imagem meramente ilustrativa.

17 de agosto de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O governo da China concedeu a primeira patente de vacina para a COVID-19 do país à farmacêutica CanSino, informou o jornal estatal "Diário do Povo" no domingo (16). O jornal publicou documentos da Administração Nacional de Propriedade Intelectual da China que afirmam que a patente foi concedida no dia 11 de agosto.

Isso significa que a CanSino tem a propriedade sobre a vacina e o direito de vender as doses. De acordo com o resumo da patente, a vacina apresenta boa imunização em testes com camundongos e pode ser produzida rapidamente em grande escala.

Apesar da recente divulgação, a patente da vacina já havia sido registrada no dia 11 de agosto na Administração Nacional de Propriedade Intelectual da China. A chinesa Inc disse que já está negociando com o Brasil, Chile e Rússia para lançar os testes nesses países.

De acordo com o Global Times, a CanSino se pronunciou dizendo que a concessão da patente confirmou a eficácia e a segurança da vacina, aumentando a confiança internacional na solução desenvolvida na China.

Especialistas acreditam que a empresa também está solicitando a patente da vacina para autoridades de outros países, visando proteger sua criação durante a cooperação internacional.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit