Chefe da Cruz Vermelha está em Moscou

Fonte: Wikinotícias

23 de março de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O presidente do Comitê Internacional da Cruz Vermelha está em Moscou para discutir questões humanitárias na Ucrânia causadas pela invasão russa no mês passado.

Peter Maurer planeja falar com representantes dos Ministérios das Relações Exteriores e da Defesa e da Cruz Vermelha Russa sobre maneiras de aliviar o sofrimento no país da cidade de guerra.

“A devastação causada pelo conflito nas últimas semanas, assim como oito anos de conflito em Donbas, foi vasta. Existem medidas práticas guiadas pelo Direito Internacional Humanitário que as partes devem tomar para limitar o sofrimento. Estive em Kiev na semana passada e estou em Moscou esta semana para continuar a discussão com as autoridades sobre essas etapas”, disse Maurer em um comunicado à imprensa.

Ele também planeja falar sobre questões humanitárias em andamento na Síria e Nagorno-Karabakh.

Na semana passada, a agência de refugiados da ONU alertou que milhões de ucranianos dentro e fora de seu país precisam desesperadamente de assistência humanitária e de proteção à medida que a invasão da Ucrânia pela Rússia aumenta e se espalha para novas áreas do país.

O Alto Comissariado da ONU para Refugiados disse que mais de 3,2 milhões de pessoas fugiram da Ucrânia em busca de segurança em países vizinhos. Mais de 2 milhões de pessoas estão deslocadas dentro da Ucrânia e cerca de 13 milhões são afetadas nas áreas mais atingidas pela guerra.

Esses lugares incluem cidades como Mariupol e Sumy, onde a Rússia bombardeou implacavelmente áreas residenciais e destruiu a infraestrutura civil.

Fontes