Caso Kiss: Câmara Criminal do TJRS anula o júri e réus serão soltos

3 de agosto de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Condenados em de dezembro passado, Elissandro Callegaro Spohr e Mauro Londero Hoffmann, sócios da Boate Kiss, e Marcelo de Jesus dos Santos e Luciano Bonilha Leão, da banda Gurizada Fandangueira, serão soltos após hoje a Câmara Criminal do TJRS anular o júri que os condenou por homicídio doloso.

242 pessoas morreram num incêndio na boate em janeiro de 2013, na cidade de Santa Maria, no Rio Grande do Sul.

Ainda cabe recurso.

O júri

O julgamento foi o mais longo da história da Justiça gaúcha, tendo iniciado em 1º de outubro de 2021 e encerrado no dia 10 seguinte. Os quatro réus, apesar de condenados, não não saíram presos do tribunal em razão de um Habeas Corpus preventivo, derrubado depois pelo Ministro Luiz Fux.

Notícias Relacionadas

Fontes