Canadá tem recordes de calor e dezenas de incêndios

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

3 de julho de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram
Anomalias de temperatura do ar no oeste dos Estados Unidos e Canadá em 29 de junho de 2021

Até o dia 30 de junho passado, a Colúmbia Britânica já tinha visto incêndios florestais perigosos e calor. Mais de 40 incêndios florestais estavam queimando em toda a província canadense no final de junho de 2021, incluindo um conjunto de grandes incêndios localizados a cerca de 200 quilômetros a nordeste de Vancouver.

Na manhã de 1º de julho um incêndio em McKay Creek e outro no incêndio do Lago Sparks queimaram cerca de 150 e 200 quilômetros quadrados (60 e 75 milhas quadradas), respectivamente. Um incêndio menor também acontecia no sul da cidade de Lytton.

Neste mesmo dia, as autoridades ordenaram a evacuação obrigatória de Lytton devido à ameaça causada por outro incêndio. De acordo com as notícias, o incêndio rapidamente engoliu a cidade, destruindo casas e causando ferimentos em alguns moradores. O fogo que afetou Lytton foi supostamente um novo incêndio e não o incêndio da George Road no sul da cidade.

A onda de incêndios ocorreu durante uma série de temperaturas recordes no noroeste do Pacífico e no oeste do Canadá. Em 29 de junho de 2021, Lytton atingiu 121°F (49,6°C), a temperatura mais alta registrada em qualquer lugar do país em qualquer data.

“As florestas são vulneráveis ​​a cada verão e grandes incêndios acontecem por lá repetidamente”, disse Michael Fromm, meteorologista do Laboratório de Pesquisa Naval. “Mas não há dúvida de que o calor extremo e o vento forte agravam o perigo de incêndio”, acrescentou.

O mapa na imagem mostra as anomalias de temperatura do ar no oeste dos Estados Unidos e Canadá em 29 de junho de 2021. O mapa é derivado do modelo Goddard Earth Observing System (GEOS) e representa as temperaturas do ar a 2 metros (cerca de 6,5 pés) acima do solo. As áreas vermelhas mais escuras são onde as temperaturas do ar tinham 36°F (20°C) mais do que a média de 2014-2020 para o mesmo dia.

Fonte

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit