Canadá abandona Protocolo de Kyoto para evitar multas milionárias por incumprimento

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Amazônia
Outras notícias sobre o meio-ambiente


13 de dezembro de 2011

Horas após o final da Cimeira de Durban, o Canadá tornou público o seu abandono do Protocolo de Kyoto, considerando-o ineficaz, tendo sido assumido, no entanto, pelo ministro canadiano do Ambiente, Peter Kent, que o seu país corria o risco de ter de pagar multas de vários milhões de dólares se se mantivesse signatário do protocolo, preferindo então ser o primeiro país a abandonar o protocolo assinado em 1997, a ter de pagar multas milionárias pelo incumprimento dos objectivos estabelecidos.

Segundo o ministro, o governo anterior foi "incompetente" ao ter assinado um acordo sem realizar nenhum esforço para o cumprir, uma vez que compromisso seria a redução até 2012 as suas emissões em 6% em relação aos níveis de 1990, tendo no entanto continuado a aumentar, chegando ao ponto de para o cumprimento do protocolo teria de ser necessário retirar das estradas todos os veículos durante 12 meses.

A China, principal emissor de Gases com Efeito de Estufa, e não signatária do Protocolo de Kyoto, já veio classificar como lamentável o abandono Canadiano, considerando que esta situação «vai contra os esforços da comunidade internacional».

Fontes[editar]

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati