Canadá abandona Protocolo de Kyoto para evitar multas milionárias por incumprimento

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Amazônia
Outras notícias sobre o meio-ambiente


13 de dezembro de 2011

Horas após o final da Cimeira de Durban, o Canadá tornou público o seu abandono do Protocolo de Kyoto, considerando-o ineficaz, tendo sido assumido, no entanto, pelo ministro canadiano do Ambiente, Peter Kent, que o seu país corria o risco de ter de pagar multas de vários milhões de dólares se se mantivesse signatário do protocolo, preferindo então ser o primeiro país a abandonar o protocolo assinado em 1997, a ter de pagar multas milionárias pelo incumprimento dos objectivos estabelecidos.

Segundo o ministro, o governo anterior foi "incompetente" ao ter assinado um acordo sem realizar nenhum esforço para o cumprir, uma vez que compromisso seria a redução até 2012 as suas emissões em 6% em relação aos níveis de 1990, tendo no entanto continuado a aumentar, chegando ao ponto de para o cumprimento do protocolo teria de ser necessário retirar das estradas todos os veículos durante 12 meses.

A China, principal emissor de Gases com Efeito de Estufa, e não signatária do Protocolo de Kyoto, já veio classificar como lamentável o abandono Canadiano, considerando que esta situação «vai contra os esforços da comunidade internacional».

Fontes[editar]

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati