Camundongos voltam a andar após lesão na medula

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Test

7 de janeiro de 2008

De acordo com pesquisas publicadas na revista "Nature Medicine", cientistas conseguiram fazer camundongos que haviam sofrido lesões parciais na medula cervical, recuperar a capacidade de andar, a expectativa é que os resultados possam ser aproveitados futuramente também em humanos que apresentarem lesões parecidas.

Essa pesquisa demonstra que o cérebro e a medula são capazes de reorganizar certas funções mesmo após o trauma, recuperando a comunicação em nível celular necessária para andar.

Os camundongos que tiveram parte de suas medulas lesionadas gradualmente em laboratório e voltaram a andar em um período de oito a 10 semanas. Porém, de acordo com os cientistas, não da mesma forma como antes da lesão.

"Este estudo não é o fim da história. É o começo dela", afirma Michael Sofroniew, neurobiologista que liderou a pesquisa.

"Nós identificamos o que parece ser um mecanismos que ainda era desconhecido na retomada das funções após este tipo de lesão. Nós precisamos entender e aprender melhor como explorá-lo."

A medula cervical passa pelo pescoço e pelas costas e contêm nervos que conduzem sinais do cérebro enviados ao resto do corpo. Em um acidente de carro, uma lesão na medula pode causar paralisia.

Fontes