Caminhoneiros sul-coreanos encerram greve após oito dias

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.

15 de junho de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Uma greve de oito dias de caminhoneiros na Coreia do Sul terminou na terça-feira depois que os negociadores e o sindicato chegaram a acordos para estender as garantias salariais.

A greve teve impactos econômicos locais na Coreia do Sul, mas ainda não se espalhou globalmente, de acordo com reportagens.

Mas a greve prejudicou portos e centros industriais, causando mais de US$ 1,2 bilhão em perda de produção devido a atrasos nos embarques de automóveis, segundo o Ministério do Comércio, Indústria e Energia.

“O Sindicato Solidário dos Caminhoneiros de Cargas voltará imediatamente ao trabalho, e o Ministério de Terras, Infraestrutura e Transportes envidará todos os esforços para que os caminhoneiros possam voltar ao trabalho”, disse o sindicato em comunicado.

Houve também um esforço relatado para estender as garantias de pagamento mínimo e possível expansão dos subsídios aos combustíveis para caminhoneiros “para aliviar as dificuldades dos caminhoneiros com o recente aumento dos preços do petróleo.”

A resolução relativamente rápida da greve parece ter evitado o caos potencial que preocupava as pequenas empresas.

Fontes