Caixa fecha com lucro de R$ 3,2 bilhões no primeiro trimestre

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Bandeira do Brasil
Outras notícias sobre o Brasil
Localização do Brasil
Localização do Brasil

Agência Brasil

24 de maio de 2018

A Caixa Econômica Federal fechou o primeiro trimestre do ano com um lucro líquido de R$ 3,2 bilhões, alta de 114,5% em relação ao mesmo período de 2017, gerando o maior resultado trimestral da história do banco. De acordo com a Caixa, o aumento no lucro foi gerado, principalmente, pelo avanço de 21,9% no resultado bruto da intermediação financeira, pelo crescimento nas receitas com prestação de serviços e pelo forte recuo nas despesas administrativas.

O resultado operacional foi R$ 4,4 bilhões, um aumento de 132,5% em relação ao primeiro trimestre de 2017, resultado dos esforços para aumento do relacionamento com clientes e do rigoroso controle das despesas administrativas, que geraram maior eficiência operacional.

A carteira de crédito ampla da Caixa teve saldo de R$ 700,2 bilhões no primeiro trimestre de 2018, o que significa recuo de 2,1% em 12 meses. O recuo faz parte da estratégia do banco em otimizar a alocação de capital da empresa e fortalecer outros pilares da gestão, como a ampliação das carteiras de menor risco, a melhoria da eficiência operacional, a ampliação do relacionamento com clientes, rentabilização da carteira de crédito atual e maior foco em serviços para incremento de receitas não financeiras. Estratégia repercutiu no crescimento nas carteiras de menor risco, como habitação e infraestrutura e redução das carteiras comerciais.

O índice de inadimplência totalizou 2,90% no trimestre, representando um pequeno aumento de 0,07 ponto percentual sobre o mesmo período de 2017, mas permanecendo abaixo da média de mercado de 3,28%.

As receitas com prestação de serviços totalizaram R$ 6,4 bilhões no primeiro trimestre, avanço de 6,2% em relação ao primeiro trimestre do ano passado. No mesmo período, as despesas de pessoal reduziram 12,5%, causadas pelos efeitos dos planos de demissão voluntária iniciados em 2017. Já outras despesas administrativas reduziram 5,9% em 12 meses, em função dos ganhos com a otimização de processos e do controle das despesas operacionais.

O índice de eficiência operacional alcançou 48,4%, melhorando 3,2 pontos porcentuais em 12 meses. O índice de cobertura de despesas de pessoal registrou 117,1%, avanço de 11,2 pontos percentuais na comparação com o primeiro trimestre de 2017, e a cobertura com despesas administrativas totalizou 76%, melhorando 7,9 pontos percentuais em 12 meses. A Caixa possuía R$ 2,2 trilhões em ativos administrados no final de março, avanço de 1,4% em 12 meses. Os ativos próprios totalizaram R$ 1,3 trilhão, estáveis em 12 meses.

Crédito imobiliário

O resultado do primeiro trimestre consolidou a Caixa como líder no mercado de crédito imobiliário, com 69,1%. A carteira imobiliária alcançou saldo de R$ 433,1 bilhões, aumento de 4,9% em 12 meses, influenciada pelas operações concedidas com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), que registraram saldo de R$ 243,4 bilhões, uma alta de 14,8% em 12 meses. As operações concedidas com recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) totalizaram R$ 189,8 bilhões de saldo.

O saldo da poupança totalizou R$ 278,7 bilhões, um avanço de 10,2% em 12 meses. O resultado significa 38,1% de participação no mercado, com 76 milhões de contas de poupança. Ao final de março, a Caixa possuía 89,8 milhões de correntistas e poupadores, dos quais 87 milhões de pessoas físicas e 2,8 milhões de pessoas jurídicas. A rede de atendimento possui 56,4 mil pontos de atendimento, com 4,2 mil agências e postos de atendimento, 22,4 mil correspondentes e lotéricos, e 29,8 mil máquinas distribuídas nos postos e salas de autoatendimento.

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati