Cabo Verde perde população, há mais homens do que mulheres e idosos aumentam

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

7 de agosto de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Agência VOA

Cabo Verde viu a sua população reduzir em 1,6 por cento entre 2010 e 2021 e, pela primeira vez, há mais homens do que mulheres no arquipélago.

Os resultados preliminares do Recensamento Geral da População e Habitação 2021 apontam ainda para a redução de jovens e aumento da população idosa.

Os resultados preliminares apresentados pelo Instituto Nacional de Estatísticas (INE) na sexta-feira, 6, na cidade na Praia, indicaram que a população residente caiu para 483.628 habitantes, menos 1,6 por cento face ao recenseamento de 2010, cujo total foi de 491.683 pessoas.

Maria de Lurdes Lopes, coordenadora técnica do recenseamento, lembrou que, por agora, o INE apenas apresenta os números, sem qualquer análise, o que deverá acontecer até ao final do ano ou início de 2022.

Nota de destaque para o facto de no censo de 2010, o número de mulheres ter superior ao dos homens, cenário que agora inverteu-se.

Do total da população residente, 250.262 são homens e 247.801 mulheres.

O êxodo rural também aumentou, segundo Maria de Lourdes Lopes.

“A maior parte da população nacional reside no meio urbano, mas esta percentagem aumentou, de 61,8%, em 2010, para 73,8%, em 2020”, o que significa, de acordo com aquela responsável, que a percentagem da população rural diminuiu.

Menos jovens

Lopes indicou que “globalmente há uma diminuição muito grande da população de 20 a 24 anos em relação a 2010, pode ser devido à mortalidade por causas violentas ou saída de jovens para o exterior para estudos ou à procura de trabalho. Mas tudo isso são hipóteses porque ainda não analisamos nada. Nota-se no topo da pirâmide um ligeiro aumento da população idosa em relação a 2010, que poder também o retorno da população idosa para Cabo Verde”.

O atual censo mostrou que houve um aumento de número de barracas em Cabo Verde, mas Maria de Lurdes Lopes escusou-se a comentar se houve um aumento da pobreza e lembrou que esses dados são preliminares e que terão uma análise posterior.

As ilhas com maior número de barracas são Boa Vista, Sal e São Vicente.

O quinto Recenseamento Geral da População e Habitação envolveu cerca de dois mil profissionais e decorreu no terreno, com a recolha de dados totalmente em formato digital, de 16 de junho a 7 de julho.

O quinto Recenseamento Geral da População e Habitação permitiu recensear, em quatro unidades estatísticas, 498.063 indivíduos, 145.952 agregados familiares, 150.016 edifícios e 200.979 alojamentos.

O resultado definitivo do presente censo está previsto para finais de dezembro deste ano ou início de janeiro de 2022.

Fonte

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit