Cabo-verdianos perdem confiança na polícia e políticos, indica estudo

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

4 de março de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

A falta de segurança, burocracia e lentidão da justiça, descrédito nos políticos devido ao incumprimento de maioria das promessas feitas são algumas das causas que leva a maioria dos cabo-verdianos a confiar menos na polícia, nos órgãos eleitos e outras instituições públicas.

Os dados dessa insatisfação constam de um estudo realizado, entre 2019 e 2020, pela Afobarometro em parceira com a Afronsondagem.

José Semedo, presidente da Afrosondagem, disse que embora a maioria da sociedade tenha dito que nunca foi vítima directa, o clima deinsegurança e alguns crimes praticados nos últimos tempos, é motivo para terem menos confiança na polícia e noutras estruturas públicas eleitas e não eleitas.

No que se refere aos órgãos eleitos, Semedo diz que há desconfiança devido ao incumprimento das principais promessas e outras causas.

"No histórico da nossa política em Cabo Verde, sabemos que poucos ou nenhum político até este momento foi condenado por corrupção, no exercício do cargo, essa é uma questão que deixa certa descrença em relação aos políticos e justiça por parte dos cabo-verdianos", diz Semedo.

Embora considere a desconfiança nos políticos um problema global, o professor universitário Daniel dos Santos afirma que, no caso de Cabo Verde, tal é influenciado por questões como "justiça muito lenta, burocráticae pesada”.

Na sua óptica, esse cenário “não dá confiança aos cidadãos” e resulta no “descrédito da classe política, pobreza e desigualdades… um conjunto de variáveis que pesam sobre esses problemas".

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit