COVID-19: Pesquisa mostra que 70% dos paulistanos querem que Bolsonaro compre Coronavac

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

29 de outubro de 2020

Pesquisa feita em parceria pela XP Investimentos e o Instituto de Pagamentos Especiais de São Paulo (Ipespe), mostra que 70% dos paulistanos acham que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) deveria comprar a vacina CoronaVac, desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan.

Ainda de acordo com o levantamento, 10% não souberam opinar sobre a aquisição da CoronaVac pelo governo federal e 20% afirmaram que Bolsonaro não deveria comprar a vacina para combater a pandemia. A pesquisa foi realizada entre os dias 26 e 27 de outubro e escutou 800 paulistanos, por telefone.

A XP/Ipespe também perguntou aos entrevistados se pretendem tomar a vacina. Do total, 65% informou que com certeza irá se vacinar. Na outra ponta, 10% dos paulistanos disse que com certeza não irá se vacinar; 23% poderá ou não se vacinar; e 3% não soube opinar.

Mesmo com a pandemia do coronavírus, 83% dos entrevistados afirmaram que com certeza irão comparecer à sessão eleitoral para votar; 10% dizem que vão decidir no dia; 6% acham que não comparecerão por medo de contaminação; e 1% dos entrevistados não responderam.

Coronavac

Na última quarta-feira (28), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciou que autorizou a importação da matéria-prima para a produção da CoronaVac, que será desenvolvida no Instituto Butantan, que pretende produzir 40 milhões de vacinas, com a chegada dos insumos. A decisão foi tomada pelo Circuito Deliberativo do órgão, em votação online. Nas próximas semanas, 6 milhões de doses produzidas pela Sinovac devem chegar em São Paulo.

Eleição

A pesquisa mostra, também, a confirmação de Bruno Covas (PSDB) na liderança da disputa pela Prefeitura de São Paulo, com 27% das intenções de votos. Em ritmo de queda, Celso Russomano (Republicanos) perdeu mais 5 pontos e agora aparece com 22%. Em terceiro, aparece Guilherme Boulos (PSOL), que ganhou 4 pontos e está com 16%.

Em seguida, estão os candidatos Márcio França (PSB) com 8%, Jilmar Tatto (PT) com 5%, Arthur do Val (Patriota) com 4%, Andrea Matarazzo (PSD) com 3%, Joice Hasselmann (PSL) com 2%, Levy Fidelix (PRTB) e Orlando Silva (PCdoB) com 1% cada um. Ântonio Carlos (PCO), Marina Helou (Rede), Vera Lúcia (PSTU) e Filipe Sabará (Novo), não pontuaram.

Nas simulações de segundo turno, Covas vence Russomano e Boulos , por 50% a 37% e 52% a 25%, respectivamente.

Notícia Relacionada

Fonte

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com