COVID-19: Cabo Verde entra em situação de contingência

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

20 de março de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Cabo Verde entrou nesta sexta-feira, 19, em situação de contingência, como medida para evitar a propagação da Covid-19, no dia em que arranca a campanha de vacinação, nesta primeira fase, destinada aos profissionais de saúde.

A decisão do Governo tem a duração de dois meses. A ilha de São Vicente, que se encontrava em estado de calamidade, o nível mais grave, também passa à situação de contingência.

Durante este período, é permitida a ida às praias entre as seis e as 18 horas, a “transformação” da actividade de discotecas e clubes de dança em lounge bar, com música ao vivo mas sem dança e a realização de actividades culturais com até 70 por cento da capacidade máxima dos lugares sentados em espaços abertos e até 50 por cento em lugares fechados.

Restaurantes e cafés mantêm os horários normais de funcionamento. Até ontem, o país registou um total de 16.298 casos da doença e 158 mortos.

Hoje, dia em que arrancou a campanha de vacinação dos profissionais da Saúde em todo o país, assinala-se o primeiro ano do primeiro caso da Covid-19, um turista inglês que chegou à ilha da Boavista para férias, e que depois faleceu.

Num acto para o efeito, o primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva, pediu um “redobrado esforço coletivo” e “sentido de responsabilidade”.

Ele também defendeu que a "consciência colectiva deve penalizar aquelas que negam a ciência, negam os impactos e usam demagogias populistas para negar as evidências, negar os impactos da pandemia e para criar comportamentos antivacinação".

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit