COVID-19: Brasil fecha semana com 4.016 mortes

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

25 de abril de 2020

Brasil ainda prepara leitos para pacientes de Covid-19

O Ministério da Saúde (MS) anunciou hoje que o número de mortes no Brasil já alcançou a cifra de 4.016 óbitos por Covid-19. O órgão também noticiou que no total há 58.509 casos de infecção confirmados. O novo número de casos fatais comprova a progressão geométrica da doença, da mesma forma que aconteceu em outros países nas semanas de pico, ou seja: de uma semana para outra, os óbitos praticamente dobram.

“E o pior ainda está por vir”, segundo o ex-ministro da Sáude Henrique Mandetta na semana passada, que prognosticou o pico de Covid no Brasil para os meses de maio e junho. O MS estimava semanas atrás que "as aglomerações decorrentes do período mais frio (outono-inverno) no Sul e Sudeste do país exigem uma maior atenção e ampliação de leitos e estrutura de suporte ventilatório”.

Da mesma forma que Mandetta, pensa o governador Eduardo Leite, do RS, que prepara novas medidas – e o SUS - para os próximos meses. Estas medidas serão baseadas nos dados de uma pesquisa, cuja segunda fase começa hoje, que apontará a prevalência de Covid na população gaúcha. Uma primeira fase da pesquisa, apresentada há duas semanas, indicou que menos de 1% dos gaúchos já tinha desenvolvido anticorpos contra o novo coronavírus (em outras palavras, já haviam sido infectados de modo assintomático). "Além de outras evidências científicas e análise de dados, os resultados servirão de base para a elaboração do novo modelo de distanciamento controlado, que deve ser adotado a partir de maio", explicou Leite.

Veja abaixo a progressão dos óbitos no Brasil nas últimas quatro semanas:

Dia 04 de abril: 432 mortes

Dia 11 de abril: 1.124 mortes

Dia 18 de abril: 2.347 mortes

Dia 25 de abril: 4.016 mortes


MS ainda prepara leitos em todo Brasil

O MS anunciou ontem que havia habilitado 1.740 leitos de UTI adulto e 21 leitos de UTI pediátrica voltados exclusivamente para atendimento aos pacientes graves ou críticos de coronavírus e que estava enviando R$ 255,6 milhões para os estados a fim de custear estes leitos. "O Governo do Brasil está reforçando ações de atendimento aos pacientes com coronavírus", escreveu a pasta em seu site.

Notícias Relacionadas

Fontes

0.

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com