CASA-CE acusa MPLA de incompetência governativa

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Angola.

Agência VOA

Quem ao fim de 40 anos não consegue dar BI aos cidadãos é incompetente para governar, diz líder parlamentar da coligação.

24 de fevereiro de 2015

Um governo que em 40 anos não conseguiu dar Bilhete de Identidade aos seus cidadãos provou a sua incompetência para governar, disse o dirigente parlamentar da Convergência Ampla de Salvação de Angola - Coligação Eleitoral (CASA-CE), André Mendes de Carvalho “Miau”.

Mendes de Carvalho falava na abertura das jornadas parlamentares da organização em que a proposta da lei sobre o registo eleitoral do Executivo submetida à Assembleia Nacional e rejeitada pela oposição é um dos assuntos a ser debatido.

O dirigente parlamentar da CASA-CE aproveitou a ocasião para tecer duras críticas ao Governo de MPLA que disse ser incapaz de governar.

“Se em 40 anos o MPLA não conseguiu dar Bilhete de Identidade aos angolanos então não está capacitado para dirigir o país", disse Miau, que apelou também as autoridades a levarem a tribunal os responsáveis pela morte do seu militante Hilert Ganga, morto há mais de um ano pela Guarda Presidencial.

Embora alegadamente os autores da prisão de Ganga e sua subsequente morte tenham sido identificados até agora ninguém foi levado a tribunal.

Ganga morreu depois de ter sido preso quando colava cartazes numa zona perto da presidência.

"O assassinato do patrono da nossa juventude Hilbert Ganga continua impune, não se trata de um crime qualquer que possamos esquecer, trata-se de um homicídio, os culpados devem aparecer e serem julgados pelo crime que cometeram", disse Miau.

As jornadas parlamentares daquele partido da oposição continuam terminam na próxima quinta-feira, 26, aqui em Luanda.

Fonte[editar]