Cúpula na Costa Rica discute combate à pobreza na América Latina e Caribe

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

27 de janeiro de 2015

Costa Rica — O combate à pobreza, numa região que ainda é considerada a mais desigual do mundo, é o tema central da terceira cúpula da Comunidade de Estados Latino-americanos e Caribenhos (Celac), que começou nesta quarta-feira (28) em San Jose, capital da Costa Rica. Em entrevista, o chanceler do Equador, Ricardo Patiño, citou as ultimas estatísticas da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL): apesar dos avanços, na ultima década, para incluir enormes esforços de melhoria da situação, 11,5% da população da região ainda vivem na pobreza extrema.

“Nossa região é a mais desigual do planeta: 167 milhões de pessoas ainda vivem na pobreza”, disse o presidente de Cuba, Raul Castro, ao lembrar que as principais vítimas são os mais jovens. “Dois terços das novas gerações não chegam às universidades e acabam sendo vítimas do crime organizado e da violência”, disse Castro.

Existe um consenso entre os 33 países da Celac de que essa situação não pode continuar, mas segundo Patiño, não bastam discursos para resolver o problema. Falando em nome do Equador, que amanhã (29) assumira a presidência pro-tempore do bloco regional, Patiño propôs estabelecer “metas concretas, que possam ser medidas e controladas”. Como exemplo, citou a pobreza. Segundo ele, os países membros poderiam assumir o compromisso de reduzir a porcentagem de pessoas que vivem na pobreza de 11,5% a no mínimo 8% em cinco anos.

A China (que no início do mês prometeu investir US$ 250 milhões na próxima década) foi citada como possível fonte de financiamento de programas de combate à pobreza.

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati