Câmara conclui votação da MP 465 que trata de subvenção econômica ao BNDES

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

9 de setembro de 2009

Brasil


Com o fim da obstrução que a oposição vinha fazendo às votações na Câmara por causa das urgências aos projetos do pré-sal, o plenário concluiu hoje (9) a votação da Medida Provisória 465, que autoriza a União a conceder subvenção econômica ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) nos empréstimos contraídos até 31 de dezembro deste ano para a produção ou compra de bens de capital e para projetos de inovação tecnológica. Com isso, a matéria segue agora para a apreciação do Senado.

Dos nove destaques que pretendiam alterar o texto do relator, deputado Carlos Zarattini (PT-SP), aprovado na semana passada, os parlamentares aprovaram alguns deles e rejeitaram outros. Entre os aprovados está o de autoria do líder do DEM, deputado Ronaldo Caiado (GO), que isenta da Cofins e do PIS/Pasep os bens de capital usados no setor agrícola.

Outro destaque aprovado pelos deputados, de autoria do PR, retirou do texto que já havia sido aprovado o artigo que cria a figura da súmula vinculante no âmbito da Câmara Superior de Recursos Fiscais, com validade para todos os órgãos da administração tributária federal.

Entre os destaques rejeitados pelos deputados estão o que pretendia determinar a divulgação de informações detalhadas sobre os empréstimos feitos com a subvenção concedida pela medida provisória e o que propunha a redução da Cofins a zero, incidente sobre peças de motocicletas e automóveis destinadas à segurança deles.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati