Bush rebate críticas dos Democratas sobre o Iraque

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
George W. Bush. Foto: Antonio Cruz/ABr (arquivo).

15 de novembro de 2005

O Presidente dos EUA George W. Bush criticou os políticos do Partido Democrata, nesta segunda-feira (14).

Os Democratas acusam o Presidente americano de ter manipulado relatórios dos serviços de inteligência, anteriores à Guerra do Iraque, para supostamente confundir a população e justificar o conflito no Iraque.

Bush chamou a atitude dos democratas de irresponsável e que eles estão a enviar sinais de incoerência para as tropas americanas e para o inimigo.

O Presidente lembrou que muitos políticos democratas aprovaram anteriormente o uso da força militar no Iraque. "Alguns Democratas que votaram pelo uso da força estão agora reescrevendo o passado", disse Bush.

Bush citou as declarações feitas por três senadores democratas, durante o período que antecedeu a entrada dos EUA no Iraque:

"Há inequivocadamente evidências que Saddam Hussein está trabalhando agressivamente para desenvolver armas nucleares" - Senador Jay Rockefeller (D-W.Va.).

"A guerra contra o terrorismo não pode terminar enquanto ele [Saddam Hussein] permanecer no poder."- Senador Carl Levin (D-Mich).

"Saddam Hussein, na verdade, meteu seu nariz na comunidade mundial. E eu acho que a abordagem do Presidente é a maneira correta." - Líder da Minoria, Senador Harry Reid (D-Nev).

Fontes