Brasil tem vitória magra sobre a Croácia

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Escalação inicial. Amarelo: Brasil. Em xadrez: Croácia.

13 de junho de 2006

A seleção brasileira de futebol estreou contra a equipe da Croácia em partida pelo Grupo F em Berlim às 19 horas UTC de hoje.

Tradicionalmente a seleção brasileira não tem boas estréias na Copa do Mundo. Desta vez não foi diferente e o Brasil venceu apenas pelo placar de 1 a 0.

O Brasil foi o último campeão da Copa do Mundo, tem um time formado por grandes estrelas do futebol mundial e é favorito para vencer a Copa da Alemanha. Por causa disso, muitos torcedores que esperavam uma grande exibição e com goleada no jogo contra a Croácia ficaram decepcionados.

Com a vitória contra a Croácia, além dos 3 pontos a seleção do Brasil superou o recorde de maior número de vitórias consecutivas de uma seleção numa Copa do Mundo (8).

O jogo

Primeiro tempo

O jogo começou com o Brasil no ataque e marcando sobre pressão a saída de bola dos ucranianos. Estes tinham extrema dificuldade de levar a bola até o campo do Brasil. Os brasileiros armavam jogadas e chutavam contra o gol de Pletikosa, que mostrava sinais de desespero.

As jogadas dos brasileiros contudo eram bem desarmadas pela defesa croata. A Croácia mantinha quase todos seus jogadores na defesa e criava uma verdadeira muralha que impedia que os atacantes adversários de entrar na área. Além da forte marcação, os brasileiros eram prejudicados pelo mal desempenho de Ronaldo (irreconhecível) e Adriano (muito fraco). O atacante brasileiro Ronaldinho estava melhor e participava da maioria das jogadas, porém estava muito bem marcado. Houve lances em que até quatro croatas ficaram na sua marcação.

O melhor jogador em campo era Kaká e foi ele quem tirou o zero do placar, aos 42 minutos do primeiro tempo. Numa grande jogada ele livrou-se de seus marcadores e chutou de longe no canto da meta do goleiro da Croácia.

O restante do primeiro tempo continuou com o Brasil no ataque jogo, porém sem muita criatividade e esbarrando na marcação, e correndo risco nos contra-ataques da Croácia. Estes, que no início do jogo não saíam da defesa, chegaram a ameaçar a meta do goleiro brasileiro Dida, porém não tiveram sucesso devido ao bom desempenho da defesa e do arqueiro brasileiro.

Segundo tempo

No segundo tempo o ritmo do time brasileiro caiu e a Croácia melhorou bastante. Ao contrário do primeiro tempo, os crotas resolveram arriscar-se mais no ataque para tentar surpreender os brasileiros.

Já o Brasil continuava com o problema de seus principais centro-avantes: Ronaldo e Adriano, ainda desconcentrados do jogo. Para melhorar o ataque, o técnico brasileiro Carlos Alberto Parreira tirou Ronaldo e colocou Robinho, aos 21 minutos do segundo tempo.

Depois da substituição o time brasileiro melhorou e passou a levar mais perigo para os croatas que àquela altura já estavam a ameaçar os brasileiros. Porém não foi marcado mais nenhum gol e o jogo terminou com 1 Brasil X Croácia 0.

Estatísticas

Grupo F

Público: 72 mil pessoas

Árbitro: Benito Archundia (México)

Brasil

Flag of Brazil.svg
  • 01 Dida
  • 02 Cafu
  • 03 Lucio
  • 04 Juan
  • 06 Roberto Carlos
  • 11 Ze Roberto
  • 05 Emerson 43' Yellow card.svg
  • 10 Ronaldinho
  • 08 Kaká
  • 07 Adriano
  • 09 Ronaldo (69' Robinho )

Croácia

Flag of Croatia.svg
  • 01 S Pletikosa
  • 03 J Simunic
  • 04 R Kovac 69' Yellow card.svg
  • 05 I Tudor 90' Yellow card.svg
  • 07 D Simic
  • 02 D Srna
  • 08 M Babic
  • 10 N Kovac 32' Yellow card.svg (40' J Leko )
  • 19 N Kranjcar
  • 09 D Prso
  • 17 I Klasnic (57' I Olic)


Desporto
Este artigo descreve um evento desportivo acompanhado ao vivo pelo colaborador. Eventos desportivos acompanhados pelos colaboradores não precisam de fontes especificadas.