Brasil condena proprosta dos EUA para OEA e diz que democracia não pode ser imposta

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Attention niels epting.svg
Como parte da política de proteção do Wikinotícias, esta notícia está protegida.

7 de junho de 2005

Brasil

O Brasil é contra a proposta dos Estados Unidos da América de monitoramento das instituições democráticas pela Organização dos Estados Americanos (OEA) para os países do continente americano.

O Brasil lidera um grupo de 11 países, segundo o Estado de São Paulo, que se opõe à proposta dos EUA e que apresentou outras alternativas.

O Brasil participa por meio de seu Ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, de uma conferência dos estados americanos em Fort Lauderdale, Flórida, nos EUA.

Durante o encontro, para justificar sua posição, o Ministro das Relações Exteriores do Brasil disse: "a democracia não pode ser imposta. Ela nasce do diálogo."

Fontes