Brasil: em meio a apagão, Macapá vive noite de desespero, com protesto e repressão policial

Fonte: Wikinotícias

8 de novembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Como não havia luz na terça-feira (3), os moradores de Macapá protestaram na madrugada deste sábado (7) e foram reprimidos pela polícia com balas de borracha. Segundo relatos locais, as manifestações ocorreram perto de Congós, Habitação Jardim Açucena, Pedrinhas e Muca na periferia da capital. O motivo pode ser o esgotamento da população, a falta de água e o aumento dos preços dos alimentos.O governo anunciou que tudo voltará ao normal em 10 dias.

“O pessoal já estava com muita raiva, porque o governo daqui não fez nada pela gente, não deu nenhuma assistência. Aí, com anúncio dessa previsão de 10 dias, todo o mundo entrou em desespero”, disse Benedita de Fátima Alves Sardinha, professora de sociologia e residente na zona residencial de Sucena.

Segundo ela, os protestos são generalizados na zona sul da cidade. “De noite, andando pelo bairro, a gente via focos de fogo por todo o lado. Botaram fogo em tudo”, contou a professora.

Benedita e o seu companheiro Fausto Suzuki também ficaram irritados com o que ela havia vivido nos últimos dias e participaram de um dos protestos. Segundo relatos, a repressão policial foi rápida e cruel. “A polícia apareceu muito rápido, e já chegou atirando”.


Fontes