Brasil: balança comercial registra saldo positivo de US$ 8,06 bi no mês de julho

4 de agosto de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O superávit comercial em julho foi de US$ 8,06 bilhões. Foi o maior superávit em um mês desde o início da série histórica iniciada em 1989, segundo a Secretaria de Comércio Exterior do Ministério da Economia. Os resultados foram divulgados nesta segunda-feira (3).

Um superávit ocorre quando as exportações superam as importações. As exportações no mês foram de US$ 19,566 bilhões e as importações de US$ 11,506 bilhões.

O agronegócio impulsionou o resultado, segundo o Ministério da Economia. “Em julho, obtivemos o maior saldo mensal comercial da nossa história, estamos com saldo da ordem de US$ 8,06 bilhões. Em termos de embarque, do quanto exportado, tanto em julho, quanto de janeiro a julho, observamos algo muito próximo a um recorde histórico em termos de volume de embarque das exportações brasileiras, muito puxado pelo agronegócio”, disse o secretário de Comércio Exterior do Ministério da Economia, Lucas Ferraz.

A Ásia foi o destino de 50,6% das exportações brasileiras em julho, sendo a China compradora de 37,9%.

“Observamos boa parte das nossas exportações impulsionadas pelo agronegócio e destinadas ao continente asiático porque é um grande demandante das nossas commodities agrícolas e é continente que primeiro vem se recuperando da crise da Covid-19”, disse o secretário Lucas Ferraz.

E completou: “São produtos que desde o início da crise apresentaram mais resiliência por conta da própria característica. São produtos agrícolas, alimentares, portanto, menos sujeitos à flutuação de renda”.

Fonte