Brasil: atriz Eva Wilma morre aos 87 anos de idade

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

16 de maio de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram
Eva em 2019


A atriz Eva Wilma morreu ontem aos 87 anos. Ela estava internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, desde o dia 15 de abril, para tratar um quadro disseminado de câncer de ovário, que a levou a ter insuficiência respiratória, a causa de sua morte.

Eva Wilma Riefle Buckup Zarattini havia nascido em São Paulo, em 1933, filha de pai alemão e mãe judia. Foi casada duas vezes, primeiro com o ator John Herbert, morto em 2011 e com os quais teve dois filhos, John Herbert Jr e Vivien, e depois, durante 23 anos, com o também ator Carlos Zara.

No início dos anos 1950, após chamar atenção como bailarina clássica, Eva trabalhou como figurante em filmes italianos e fez dois filmes com o diretor Armando Couto e o ator Procópio Ferreira, "O Homem dos Papagaios" e "A Sogra". Em 1953, fez seu primeiro trabalho na TV, estreando na extinta Tupi no seriado "Namorados de São Paulo" (depois renomeado "Alô, doçura").

Na década de 1980, foi contratada pela Globo, onde ficou famosa ao interprestar mocinhas e vilãs, sendo as mais marcantes Márcia, em Elas por Elas, a perversa Maria Altiva Pedreira de Mendonça e Albuquerque, na novela A Indomada, a Dra. Martha no seriado Mulher, Lucrécia, em Começar de Novo, e a alcoólatra Fábia, em Verdades Secretas.

Referência[editar | editar código-fonte]

Fontes[editar | editar código-fonte]

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit