Brasil: Suspeito confessa morte de indigenista brasileiro e jornalista inglês na Amazônia

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.

15 de junho de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Agência VOA

Dois suspeitos pelo desaparecimento do jornalista britânico Dom Phillips e do indigenista brasileiro Bruno Pereira, confessaram o crime nesta quarta-feira (15).

Em depoimento à Polícia Federal, Osoney da Costa disse que ele e Amarildo dos Santos mataram Dom Philips e Bruno Pereira no dia 5, após terem visto que estavam a ser fotografados pelos dois quando pescavam em lugar proibido.

Citado pela cadeia televisiva BandNews, Costa acrescentou que os corpos teriam sido decepados e queimados na terra indígena do Vale do Javari, na Amazônia.

A Polícia Federal, que levou os dois suspeitos para o local do crime, anunciou que vai pronunciar-se sobre o assunto nas próximas horas.

Pereira e Phillips têm realizado trabalhos a denunciar crimes ambientais e o jornalista inglês radicado na Bahia estava a preparar a publicação de um livro.

Ainda hoje, o Parlamento inglês debateu de forma acesa o caso e pediu pressão do Governo sobre as autoridades brasileiras para a solução desse caso.

O primeiro-ministro Boris Johnson prometeu ajuda ao Brasil, se necessário.

Fonte