Brasil: RS tem calor histórico que será seguido de chuvas intensas

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

25 de novembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O Rio Grande do Sul (RS) teve hoje um dos dias mais quentes para um mês de novembro em décadas. Foi "uma quarta-feira escaldante com marcas históricas de calor para o mês de novembro em diversas estações meteorológicas", segundo o website de meteorologia Metsul. Segundo o serviço também, a maior temperatura registrada foi de 41,3ºC, na cidade de Santa Rosa.

Ontem, igualmente, o estado já havia registrado um dia de muito calor.

Depois do calor, a chuva

Depois da intensa onda de calor, em meio ao fenômeno La Niña, o Rio Grande do Sul terá chuva, que pode ser forte principalmente na faixa sudoeste do estado, tendo o Inmet emitido um alerta de "perigo potencial" para esta região.

Já a Defesa Civil do RS emitiu hoje "um alerta de chuvas intensas, possibilidade de queda de granizo e rajadas de vento nas regiões Sul, Campanha e Fronteira Oeste".

Estiagem e La Niña

A chuva, que está prevista para chegar hoje, vem em boa hora, já que atualmente, segundo a Defesa Civil, há 73 municípios gaúchos com Decreto de Situação de Emergência devido à seca, entre eles São Gabriel, um dos que mais produz soja e arroz no Brasil.

A situação de estiagem já era prevista no estado pelo Boletim do Conselho Permanente de Meteorologia Aplicada, divulgado em outubro passado, que apontava que o La Niña poderia "provocar anomalias de chuvas e temperaturas do ar, com risco de estiagem em todas as regiões do Rio Grande do Sul na primavera, com maior intensidade em novembro".

Alguns dos municípios atingidos, como São Gabriel, recém estavam se recuperando das perdas causadas pela estiagem que atingiu o estado entre dezembro de 2019 e maio passado.

Notícias Relacionadas

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com