Brasil: Ministério da Saúde pede às mulheres que adiem a decisão de engravidar

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

17 de abril de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O Brasil pediu às mulheres na sexta-feira que atrasassem a gravidez até que o pior da pandemia passasse, dizendo que a variante do vírus que está devastando o país sul-americano parece afetar as gestantes mais do que as versões anteriores do coronavírus.

A recomendação vem no momento em que o Brasil continua a ser um dos epicentros globais da pandemia, com mais brasileiros morrendo do vírus a cada dia do que em qualquer outro lugar do mundo.

Os hospitais estão sofrendo com a pressão e os estoques de medicamentos necessários para intubar pacientes gravemente enfermos estão perigosamente baixos, com o Brasil se voltando para parceiros internacionais em busca de ajuda com suprimentos de emergência.

“Se for possível, adie a gravidez um pouco até um momento melhor”, disse Raphael Parente, funcionário do Ministério da Saúde, durante entrevista coletiva na sexta-feira.

Segundo ele, a recomendação se deve em parte ao estresse no sistema de saúde, mas também à variante brasileira mais facilmente transmissível conhecida como P.1.

“A experiência clínica de especialistas mostra que essa nova variante atua de forma mais agressiva nas gestantes”, disse Parente.

Notícias Relacionadas

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit