Brasil: Foi João vítima de racismo?

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

{{{data}}}

Brasil — [[Categoria:{{{data}}}]] Morte de cidadão negro provoca protestos no Dia da Consciência Negra

João Alberto Silveira Freitas, 40 anos, fazia compras com a família em um supermercado da cadeia Carrefour, em Porto Alegre quando foi agredido por dois seguranças.

João Alberto foi morto por dois seguranças do supermercado na noite de quinta-feira. Segundo a polícia, a vítima teria feito um gesto para uma funcionária do estabelecimento e, logo depois, a segurança do local foi acionada.

Beto, como era conhecido, foi acompanhado pelos dois homens ao estacionamento. De acordo com a polícia, ele teria dado um soco em um dos seguranças, que começaram a agredi-lo durante cinco minutos.

O socorro médico foi acionado, mas ele morreu no local. Os dois homens foram presos em flagrante e devem responder por homicídio triplamente qualificado.

Fonte[editar]

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com