Bombardeios russos atingem Kherson

Fonte: Wikinotícias

15 de dezembro de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

A Ucrânia disse que bombardeios russos mataram duas pessoas na quinta-feira na cidade de Kherson, no sul, enquanto autoridades da Rússia relataram ataques ucranianos na cidade de Donetsk, no leste.

Kyrylo Tymoshenko, vice-chefe do gabinete do presidente Volodymyr Zelenskyy, postou no Telegram que os ataques russos atingiram o prédio da administração regional em Kherson.

Em Donetsk, o prefeito nomeado pela Rússia, Alexei Kulemzin, disse que os bombardeios noturnos representaram alguns dos maiores ataques em anos.

Em Genebra, o Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos, Volker Turk, disse em uma reunião do Conselho de Direitos Humanos que o conflito na Ucrânia continua a ser marcada por graves violações da lei internacional de direitos humanos.

Turk, que encerrou uma visita à Ucrânia na semana passada, disse que 18 milhões de pessoas na Ucrânia precisam de ajuda humanitária e que ataques aéreos adicionais “podem levar a uma deterioração ainda mais séria na situação humanitária e provocar mais deslocamentos”.

“Meu desejo mais profundo é o fim desta guerra sem sentido”, disse Turk.

Também na quinta-feira, a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, disse a repórteres que um plano dos EUA para aprovar o envio de sistemas de defesa antimísseis Patriot para a Ucrânia equivalia a uma "provocação".

Zakharova disse que os Estados Unidos deveriam “tirar as conclusões certas” das advertências da Rússia de que o equipamento fornecido pelos EUA é um alvo legítimo para ataques russos.

Autoridades dos EUA disseram na terça-feira que devem aprovar o envio de uma bateria de mísseis Patriot para a Ucrânia, o sistema de mísseis terra-ar mais avançado que o Ocidente forneceu ao governo de Kiev.

Fontes[editar | editar código-fonte]