Bolsonaro diz que houve fraude nas eleições americanas

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Bolsonaro em 2020
Presidente Jair Bolsonaro em 2020

30 de novembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, disse neste domingo, sem apresentar evidências, que provavelmente houve fraude nas eleições norte-americanas, mas acrescentou não saber se as irregularidades foram suficientes para garantir a vitória do democrata Joe Biden.

A Reuters escreve que Bolsonaro mais uma vez evitou reconhecer a projetada vitória de Biden e a derrota de seu aliado, o atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

“Houve indícios de fraude“, disse ele numa tumultuada entrevista de meia hora na porta da escola onde votou. “Eu tenho minhas fontes e elas dizem que teve muita fraude lá, e se foi suficiente para mudar o resultado eu não sei”, acrescentou.

Desde o dia da votação, em 3 de novembro, Trump tem afirmado, sem apresentar evidências, que houve fraude nas eleições.

Ao ser questionado se finalmente iria reconhecer a vitória de Biden, Bolsonaro afirmou que “iria esperar um pouquinho“ por conta das alegadas fraudes.

Bolsonaro fez as declarações depois de votar numa escola municipal, na periferia do Rio de Janeiro, para a segunda volta das eleições municipais.

Nelas, eleitores de 57 cidades, entre elas 18 capitais de estados, escolhem os prefeitos (presidentes de câmaras municipais), que assumirão os postos no início de 2021.

Esta votação acontece numa altura em que aumenta o número de casos de COVID-19. No sábado, o país registou 51.922 novos casos de coronavírus, passando o total de infecções confirmadas para 6.290.272.

O Ministério da Saúde disse que foram registados, no mesmo dia, 587 novos óbitos da COVID-19, o que eleva o de mortes para 172.561

Em termos globais, o Brasil é o segundo país com maior número de mortes por coronavírus, atrás apenas dos Estados Unidos; e o terceiro em casos, abaixo dos Estados Unidos e da Índia.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com