Banhistas são feridos por águas-vivas no litoral de São Paulo

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Test 30 de dezembro de 2007

Praia Grande, Brasil

Quase 300 banhistas foram feridos após contato com águas-vivas entre os dias 28 e 30 de dezembro, em Praia Grande, no litoral paulista.

A maioria das pessoas feridas são mulheres e crianças, pois quando a criança toca na água-viva, normalmente a mãe a socorre, em seguida também se queima.

Apesar do problema, as praias do município são consideradas próprias para banho, de acordo com a Companhia de Tecnologia de Saneamento Básico (Cetesb). Os bombeiros informaram que não há necessidade de interdição das praias, mas os banhistas devem estar atentos.

De acordo com o Corpo de Bombeiros o incidente pode ter ocorrido em função do forte calor, que aumenta a quantidade de águas-vivas, que vivem em colônias espalhadas pelas praias da cidade.

O movimento nos pronto-socorros da cidade, onde há unidades próprias para este tipo de atendimento, foi intenso.


Fontes[editar]