Bancadas parlamentares querem investigação do caso LAM-Embraer

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência VOA

Frelimo não quer seu nome associado a eventual caso de corrupção que envolve dois dos seus militantes.

2 de dezembro de 2016

Deputados moçambicanos exigem uma investigação interna para apurar as informações sobre o alegado escândalo de corrupção que envolve a aquisição de aeronaves no negócio entre a empresa brasileira Embraer e a companhia Linhas Aéreas de Moçambique (LAM).

Ao reagir a informações que dão conta do envolvimento do lobista Mateus Zimba e José Viegas, antigo Presidente do Conselho de Administração da LAM, as três bancadas parlamentares convergem na necessidade das instituições da justiça intervirem para averiguar a situação e que os eventuais responsáveis sejam levados a tribunal e condenados.

Considerando que os dois principais suspeitos são militantes da Frelimo, a bancada parlamentar que sustenta o Governo, através do seu porta-voz, pede para que o partido não seja associado a essa eventual má conduta.

Até ao momento, as três bancadas dizem que sabem apenas o que vem sendo veiculado na imprensa e por isso exigem que a situação seja esclarecida.

Notícias Relacionadas

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati